Quais os danos provocados por buracos e o que fazer após isso?

Enviado por Comandante em 18 de Maio de 2016
18 de Maio de 2016
Quem nunca? Buracos sempre estiveram no caminho, como as pedras Carlos Drummond de Andrade, mas nem sempre damos a devida importância a eles. Quando o assunto é o automóvel nosso de cada dia, há uma questão a ser debatida de maneira ampla, já que a responsabilidade desses buracos não é, de fato, de quem sofre com eles. Mas a principal questão quando sue carro cai num buraco é fazer uma avaliação prévia do ocorrido. Algumas vezes o comprometimento estrutural é tamanho que não é possível continuar a viagem, mas existem outros que danificam o equipamento de maneira silenciosa. Aí é que está o grande problema. Cair em buracos provoca:
    • desalinhamento de suspensão;
    • perda do balanceamento da roda afetada;
    • empeno nas rodas e, em caso de rodas de liga leve e magnésio, até mesmo a fratura desta;
    • quebra do pivô, que é o parafuso mais importante entre a ligação entre balança e roda;
    • estouro de amortecedor: neste momento, o óleo da peça vaza e o amortecedor perde a sua capacidade;
    • rasgos no pneu: esse tipo de furo inutiliza o composto.

Se a queda foi importante, mas o carro está andando, procure parar e avaliar o carro

Muitas pessoas podem preferir pensar que se não há comprometimento a ponto de parar o carro e é possível continuar viagem. Só que imagine a seguinte situação hipotética: você cai em um buraco, começou barulho e não para pra avaliar o ocorrido. Neste momento, formou-se uma rachadura na balança. O resultado disso pode ser desastroso. Procurar um centro automotivo como a Dinamicar Pneus pode solucionar de maneira preventiva, mais barata e segura os problemas inerentes ao evento ocorrido.

Procure evitar velocidades incompatíveis com a legalidade e com o terreno

Mesmo que você tenha nas placas que determinada velocidade é permitida, avalie se, de fato, é viável trafegar deste modo. Principalmente em estradas em que você não tem conhecimento sobre os possíveis problemas. Além disso, a manutenção que visa a prevenção do desgaste acentuado de peças é fundamental para que o carro esteja mais preparado para eventuais problemas como os descritos. Todo cuidado é pouco!
Categorias