fbpx
Ligue Agora Cobrimos a concorrência
Contato via WhatsApp

Dê vida útil ao seu pneu

Uma boa conservação dos pneus garante a sua segurança e a de seu veículo, além de contribuir para a redução de consumo de combustível. Essa boa conservação pode ser alcançada por meio de cuidados que previnam o desgaste prematuro dos pneus. Algumas dicas são dadas a seguir:

Procure seguir as recomendações do manual do proprietário quando for escolher a medida e o modelo de pneu para o seu carro.
Calibre os pneus uma vez por semana, quando ainda estiverem frios, pois, nesse estado, não há modificação em sua pressão (siga as recomendações do manual do proprietário).
O rodízio de pneus deve ser feito a cada 10.000 km, ou quando notar que estes estão desgastando de maneira irregular.
Quando os rolamentos das rodas, buchas da suspensão e eixos apresentam defeitos, podem contribuir para o desgaste prematuro dos pneus.

A importância da pressão correta.
Para que a vida útil do pneu seja prolongada, a pressão do ar não pode estar nem muito baixa, nem muito alta, tendo como referência os valores recomendados pelo manual do proprietário de seu veículo. Saiba como a pressão baixa ou alta pode afetar diretamente o pneu.

Pressão baixa:
A baixa pressão faz com que o pneu tenha sua área de contato com o solo alterada, o que provoca desgaste acelerado e irregular da banda de rodagem e dos "ombros". Isso diminui sua durabilidade e aumenta o consumo de combustível.

Pressão alta:
Também altera a área de contato do pneu com o solo, o que ocasiona desgaste acelerado no centro da banda de rodagem e reduz a durabilidade do pneu. Devido ao supertensionamento da carcaça, o pneu fica mais suscetível a cortes e impactos.

Como fazer rodízio de pneus do carro.
O rodízio de pneus prolonga consideravelmente sua vida útil. Aqui, tem-se algumas dicas para fazer o rodízio:

Recomenda-se fazer o rodízio a cada 10 mil Km rodados.
A troca (pneus normais) deve ser feita em formato de X. De tal modo que o pneu dianteiro direito fique no lugar do pneu traseiro esquerdo e pneu dianteiro esquerdo no lugar do pneu traseiro direito. Com a troca, as partes do pneu que ficavam para fora do carro, passam para dentro e vice versa, o que equilibra o desgaste dos pneus.
Os pneus mais novos devem ser colocados no eixo traseiro. Esta medida visa a garantir melhor aderência nas curvas, maior estabilidade na frenagem, etc.
Para que os pneus não continuem sendo gastos de maneira desigual, é necessário fazer o balanceamento e o alinhamento após cada rodízio de pneus.