Ligue Agora Cobrimos a concorrência
Contato via WhatsApp

Álcool ou Gasolina – O eterno dilema

A decisão com relação ao melhor combustível vem desde 2003, quando os veículos flexfuel (mais de um combustível) chegaram ao Brasil e lideraram as vendas até 2006. De acordo com a Anfavea – Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores – em 2008, os veículos flex foram responsáveis por 91,17% das vendas de automóveis novos no Brasil.
Com a popularização dos carros com diversos combustíveis, consumidores começaram a se questionar quanto ao custo benefício de cada um. O custo do álcool, visivelmente, é o melhor. Já o desempenho da gasolina, segundo especialistas, é bem superior.
Um novo estudo sobre o assunto
De acordo com o Inmetro – Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia, se o valor do álcool for 70% menor do que o da gasolina, é vantagem se abastecer com álcool. Para se calcular, basta dividir o preço do álcool pelo da gasolina. Se o resultado for menor do que 0,70 é só seguir em frente com álcool.
No entanto, estudos recentes mostram uma análise mais aprofundada. De acordo com uma empresa de consultoria, pesquisa aponta que o rendimento do álcool é 79,52% do desempenho da gasolina.
Durante o estudo, os carros foram submetidos a condições padrão, com o mesmo percurso e mesmo motorista, modelo de veículo e um longo espaço amostral de 31 meses.
Dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás natural e Biocombustíveis apontam que em média o preço do álcool gira em torno de 65% do preço da gasolina. Ou seja, para os que ainda estão resistentes quanto ao álcool, vale repensar.
Mas o motorista deve estar atento. Independentemente do combustível, é preciso estar atento ao veículo. Existem alguns que consomem mais combustível do que outros. No blog da Dinamicar Pneus você pode consultar alguns do carros que bebem muita gasolina.