Saiba mais sobre motores de alta rotação

Enviado por Comandante em 26 de Janeiro de 2011
26 de Janeiro de 2011
Motores de alta rotação são motores ecologicamente mais corretos que os seus atecessores. O aumento na produção e comercialização desses veículos automotores, ocorreu em todo o mundo na década de 80, levou os governos e as organizações ambientalistas a proporem mudanças para este mercado com a finalidade de diminuir os efeitos poluentes provocados por esses veículos. A alta rotação é um recurso existente em motores mais modernos numa tentativa de aumentar a potência pelo princípio da maior injeção de ar. É de certa forma, como fazer um carro aspirado trabalhar como turbo. Este conceito já existe há bastante tempo na F1, por exemplo, na época em que foram proibidos os motores turbo, e o giro médio de um propulsor dos bólidos passou da casa dos 8 mil rpm para até 21 mil (hoje, por regulamento são limitados a 18). Para a viabilização desses projetos é necessário: 1- Diminuir o volume de gases poluentes produzido em cada ciclo do motor, diminuindo a cilindrada, 2- Aumento das rotações, a fim de aumentar a produção de energia cinética, (massa em movimento), 3- Aumento na massa relativa do conjunto de peças móveis do motor, 4- Aproveitamento da energia cinética produzida como energia potencial compensando a diminuição da cc, 5- Melhorar projeto de vedação na região dos anéis de seguimento, 6- Controlar eletronicamente a injeção de combustível, em cada cilindro, individualmente, 7- Aumentar folgas standard e diminuir curso de pistão para alcançar altas rotações rapidamente,