Relação da perda da potência do motor com a injeção eletrônica

Enviado por Comandante em 18 de Março de 2021
18 de Março de 2021
relacao da perda da potencia do motor com a injecao eletronica

Muitos motoristas percebem diferenças no desempenho do automóvel. No entanto, não conseguem identificar o problema. Além disso, uma peça pode influenciar diretamente no funcionamento de outra. É o que acontece com o sistema de injeção eletrônica e o motor. Mas, se você não sabe qual é a relação entre esses itens, não se preocupe. Basta continuar a leitura para aprender sobre o assunto.

O que é injeção eletrônica?

Os veículos emitem monóxido de carbono, hidrocarbonetos e óxidos de nitrogênio, gases nocivos à saúde. Mas, com o surgimento do sistema de injeção eletrônica, foi possível reduzir a poluição lançada ao ambiente. Isso porque ele foi criado para substituir os carburadores, que faziam a mistura do ar com o combustível para entrar na câmara de combustão do motor e ser queimado.

Os carburadores eram peças mecânicas que recebiam o ar aspirado pelo motor. Neles, haviam vários componentes calibrados, onde o combustível passava, para que a mistura fosse realizada. Porém, a injeção eletrônica surgiu com a finalidade de dosar a quantidade de ar e combustível na proporção perfeita. Assim, a queima pode ser feita de forma ainda melhor. Isso porque é possível ter maior precisão com o sistema eletrônico do que com o mecânico.

Com a operação de uma central, que é como um computador, a injeção eletrônica recebe informações dos sensores do motor. Alguns desses dados são a velocidade do carro e a temperatura do motor e do ar. Eles são processados pela injeção eletrônica para analisar a porção ideal de mistura. Após isso, ela envia o comando aos atuadores, que fazem a composição conforme foi determinado.

Qual a relação da perda da potência do motor com a injeção eletrônica?

A injeção eletrônica tem total influência sobre o funcionamento do motor. Como dito anteriormente, ela foi criada para fazer uma mistura em quantidade proporcional perfeita. No entanto, caso esteja com algum problema, pode criar uma composição desequilibrada. Assim, o motor recebe mais ou menos combustível e ar do que o necessário. Com isso, há perda da potência do motor. Nesse caso, a luz do painel deve acender para indicar que a injeção eletrônica não está funcionando corretamente.

Além da perda da potência do motor, a injeção eletrônica pode desenvolver outros prejuízos quando está danificada. Veja abaixo alguns.

  • Aumento do consumo de combustível;
  • Irregularidade da marcha lenta;
  • Dificuldade para dar partida;
  • Engasgos do motor;
  • Forte cheiro de combustível em marcha lenta.

Manutenção da injeção eletrônica

A injeção eletrônica é um sistema muito importante do carro. Afinal, está diretamente relacionada ao funcionamento do motor. Por isso, é importante fazer a revisão da injeção eletrônica a cada 40 mil quilômetros. Sendo assim, você pode contar com a Dinamicar Pneus, loja de pneus no Rio de Janeiro. Nossos qualificados profissionais irão verificar a condição da injeção eletrônica do seu carro, garantindo que a potência do motor não seja afetada. Vá à Dinamicar mais próxima para que seu veículo receba um serviço de qualidade!

Categorias