Quando o pneu run flat vale a pena?

imagem detalhe de pneu run flat | Quando o pneu run flat vale a pena?

Os pneus run flat são produtos modernos, feitos com um nível maior de tecnologia quando comparados a um pneu comum. Entre os diferenciais deste modelo de pneu está o reforço que o produto recebe na sua composição.

O pneu run flat tem estrutura reforçada nos flancos. Além disso, os talões do pneu também são mais densos, assim como a área dos ombros. Se o pneu esvaziar, esta área estruturada do pneu faz a sustentação do veículo. Por isso, as rodas não ficam apoiadas na banda de rodagem.

Os pneus munidos desta tecnologia não sofrem pelo detalonamento, e este é um grande diferencial. Ou seja, se o pneu murchar, é possível conduzir o veículo em segurança, sem deteriorar o pneu.

Garanta mais segurança com o pneu run flat

Se o pneu run flat estourar com o carro em alta velocidade, é possível manter o controle do veículo. Mesmo assim, sabemos que os pneus atuais são feitos com muita tecnologia e é muito difícil isso acontecer.

Os carros esportivos já possuem pneus run flat, como é caso de modelos da Audi, Porsche, BMW e Mercedes-Benz. Porém, por causa da segurança, é natural que veículos de categorias inferiores também adotem o pneu run flat.

Mesmo sem ar na câmara do pneu, o veículo fica apoiado na estrutura complementar do pneu run flat. A expectativa das montadoras, no longo prazo, é reduzir o compartimento do pneu de estepe, além de reduzir as ferramentas usadas para a substituição do pneu.

Em testes com pneus run flat vazios (sem ar na câmara), foi possível perceber que o comportamento mostrou pouca diferença e a direção ficou totalmente sob controle, sem colocar em risco o motorista.

Em condições normais de uso, caso esse tipo de pneu venha a furar, é bem provável que o motorista não perceba e tenha condições normais de dirigibilidade, o que é uma grande vantagem.

A resistência dos pneus run flat é um fator importante para o cliente que decidir trocar o modelo dos pneus do carro. Como a banda de rodagem e a área dos ombros do pneu têm camadas extras de material, os pneus são realmente mais espessos.

A estrutura do pneu run flat ajuda a não perceber pequenos defeitos no asfalto, já que os buracos passam despercebidos e não são sentidos pelo motorista, sendo melhor amortecidos pelos pneus. Por isso, se você optou pelos pneus fabricados com essa tecnologia, não sentirá tantos impactos ao dirigir o veículo.

Ainda falando sobre a resistência desses modelos, outro dado é interessante: quando comparados com o pneu convencional, os pneus run flat só correm o risco de romper com o dobro da velocidade, mas, mesmo assim, isso é muito improvável.

Agora, se você gostou dos pneus run flat e conseguiu perceber a enorme diferença que eles apresentam em relação ao pneu convencional, saiba que nem todos os carros estão adaptados para ter este tipo de pneu.

Para isso, cada veículo precisa ter um pneu run flat devidamente homologado. Além disso, o sensor de pressão é extremamente importante quando um carro tem pneus deste tipo. Se o pneu estiver sem ar, o motorista precisa perceber, ou seja, ser informado pelo painel do veículo.

Outro detalhe importante: os pneus run flat são definitivamente mais pesados do que os pneus comuns, e isso pode sobrecarregar a suspensão do veículo caso ela não esteja devidamente adaptada.

Mais uma mudança se faz necessária para quem quer colocar essa tecnologia em seu carro o aro da roda precisa ser adequado para este tipo de pneu. Caso ele seja colocado em rodas simples, pode ocorrer o detalonamento.

Mas não se preocupe: todas as adaptações necessárias para a instalação dos pneus run flat estão sendo planejadas pelas principais montadoras de veículos. Para saber mais, você pode falar com a Dinamicar, loja de pneus no Rio de Janeiro, referência no mercado. Entre em contato com um especialista agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *