Quando devo trocar as pastilhas de freio do meu carro?

imagem detalhe de pastilhas de freio do carro | Quando devo trocar as pastilhas de freio do meu carro?

Manter a segurança do veículo é uma das principais preocupações dos proprietários. E quando falamos em segurança, lembramos logo do sistema de freios, um dos componentes do carro que precisa de manutenção preventiva periodicamente, para que o desgaste das peças não coloque você e os passageiros em risco. Saber quando trocar pastilhas de freio é essencial!

As pastilhas são diretamente responsáveis pela frenagem do veículo. São elas que causam o atrito necessário com o disco de freio, fazendo o carro perder velocidade até ficar parado. Logo, por efeitos do próprio uso, é natural e esperado que haja desgaste e, por isso, trocar as pastilhas de freio faz parte da manutenção preventiva e é uma prática de segurança que deve fazer parte da rotina de quem tem carro.

Antes mesmo de trocar as pastilhas de freio, o motorista pode levar o carro para a oficina. Os mecânicos dão uma olhada para ver se o componente já está desgastado a ponto de ser substituído.

Na própria oficina, os mecânicos podem mostrar ao cliente o tamanho de uma pastilha nova, para ele comparar com a do seu carro, caso seja a primeira vez a trocar as pastilhas de freio. Assim, dá para você ter uma ideia de quanto gasta a pastilha no uso cotidiano do carro!

Usar o carro na cidade faz trocar as pastilhas de freio com mais frequência

O modo de uso do carro influencia o gasto das pastilhas de freio. Se você transita bastante na cidade, a tendência é elas durarem menos e você precisar trocar as pastilhas de freio muito mais.

Isso acontece porque, em ambiente urbano, precisamos frear mais por causa da quantidade de veículos, semáforos, obstáculos, cruzamentos, engarrafamentos e outros adventos que são comuns na cidade. Se você costuma usar o carro com frequência em vias expressas e rodovias, as pastilhas costumam durar mais.

Quando devo trocar pastilhas de freio?

A revisão das pastilhas de freio precisa ser realizada a cada 10 mil km rodados. Portanto, não deixe de passar na oficina para um mecânico verificar como o componente está.

Se o mecânico observar que o componente está muito deteriorado, com baixa espessura de contato e com a medida menor do que a recomendada pelo fabricante, sendo que 2 mm é o limite da espessura na área de contato, será preciso trocar as pastilhas de freio antes dos 20 mil km rodados. Como você já sabe, isso pode ser consequência do próprio uso do veículo, e não significa que o sistema de freios esteja com algum problema.

Os freios ficam diferentes depois de trocar as pastilhas

Após trocar as pastilhas de freio, você poderá sentir os freios respondendo de maneira diferente, principalmente nos primeiros quilômetros rodados. Parece que o freio não está respondendo direito. Isso é comum e a orientação é não realizar freadas bruscas nos primeiros 500 km. Depois disso, as pastilhas já ficam bem acomodadas ao sistema de freios.

Por questão de segurança e durabilidade, opte somente pelas pastilhas que são indicadas pela fabricante do seu carro. Na oficina da Dinamicar Pneus, os mecânicos seguem essa regra, e você não precisa se preocupar com isso.

Faça sempre a manutenção preventiva do sistema de freios conforme a quilometragem indicada, para que as pastilhas não fiquem desgastadas a ponto de colocar sua segurança em risco ou causar prejuízos, como danificar o disco de freio, aumentando bastante seu gasto.

Ficou com alguma dúvida? Passe agora na Dinamicar Pneus, loja de pneus no Rio de Janeiro, para os mecânicos verificarem os freios do seu carro e para saber se já está na hora de trocar suas pastilhas de freio!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *