Estradas esburacadas: como podem comprometer o seu veículo?

foto detalhe de buraco na estrada | Estradas esburacadas: como podem comprometer o seu veículo?

Fugir das estradas esburacadas no Brasil é uma missão impossível. Na viagem de férias, o motorista brasileiro acaba sempre passando por uma pista mais complicada. Portanto, separamos dicas para conscientizar o leitor sobre o perigo das estradas esburacadas para os nossos carros. Que tal aproveitar o período de férias para revisar o veículo e se precaver?

Buracos à vista, e agora?

Estradas esburacadas viraram sinônimo de pneus estourados e rodas amassadas. Por isso, a primeira dica é reduzir a velocidade e redobrar a atenção. Ir com velocidade máxima e sem ligar para os buracos é um convite e tanto para diferentes tipos de problemas.

Sabe quando você passa por aquele buraco gigante, em alta velocidade, e toma um susto? Passou com tudo sem perceber e depois é só lamentar, certo? Pois saiba que o estrago foi feito e que, se você estivesse em velocidade reduzida, a história seria diferente.

Outro ponto é a distância para o veículo da frente. Quando temos uma boa distância, a chance de reação para eventuais emergências é muito maior. O seu tempo de reação se multiplica nesses casos. O veículo da frente freou bruscamente por conta de buracos na pista? Se você está colado neste veículo, a chance de um acidente de trânsito é grande. Mas, se tem uma distância segura, é possível reduzir a velocidade, perceber como ele está desviando dos buracos e escolher a melhor forma de seguir. Além disso, o carro que está atrás de você também será impactado por essa redução de velocidade.

Reduzir a marcha e a velocidade

Ao avistar uma pista esburacada, uma das dicas é reduzir a velocidade e a marcha do veículo. Com redução de velocidade e marcha, você passa a ter mais controle do veículo para desviar de alguns buracos e passar com menor intensidade em outros.

Um pneu de cada vez?

Você já reparou que alguns motoristas passam por obstáculos com o carro de lado, passando uma roda e depois a outra da parte dianteira? Isso é válido para estradas esburacadas? De acordo com especialistas, a resposta é não! O ideal é você passar com o carro normalmente, de frente, mas com velocidade reduzida.

E os freios?

Viagem para praia e descida de serra? O resultado é: muitos carros fugindo de buracos e freando o tempo todo! Ao chegarmos ao fim da serra, o primeiro empreendimento que avistamos é uma mecânica especializada em freios. Parece familiar? Pois é! Os motoristas tendem a abusar do uso dos freios em descidas ou para desviar de estradas esburacadas.

A dica, sempre, é usar o freio com moderação. Gastar as pastilhas de freios com freadas bruscas na tentativa de fugir dos buracos não é uma tática recomendável. O ideal é sempre se precaver e já reduzir a velocidade com a própria marcha, com antecedência, para evitar a multiplicação de freadas bruscas durante o seu trajeto.

Verificou o estepe?

Se sabemos que nossas estradas estão esburacadas, então precisamos redobrar nossos preparativos para a viagem. Por isso, é fundamental que o estepe esteja em dia, calibrado e pronto para ser utilizado em qualquer eventual emergência.

Outro detalhe: como estão os seus amortecedores e a suspensão do seu veículo? Para todos esses detalhes, redobramos abaixo a importância de se procurar um especialista no assunto.

Antes de encarar os buracos, vamos revisar

Antes de pegar a estrada e encarar os buracos, a dica é procurar um especialista para uma revisão completa do veículo. Procure a Dinamicar Pneus, loja de pneus no Rio de Janeiro. Agende seu atendimento através do site oficial ou pelos canais de comunicação, como WhatsApp e Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *