Direta e indireta: conheça as tecnologias de injeção eletrônica

Submitted by Comandante on 30 de Junho de 2020
30 de Junho de 2020
Tipos de injeção eletrônica | DINAMICAR PNEUS

Embora os clássicos carros de colecionador sejam o maior charme, podemos dizer que, visando ao bem-estar e conforto do motorista à preservação do meio ambiente, os carburadores são coisa do passado. Já faz algum tempo que a injeção eletrônica veio para ficar, aumentando cada vez a sua participação na indústria automobilística.

Pensando nisso, trazemos para você neste texto algumas informações básicas sobre este componente tão importante de seu veículo, além de apresentar as principais tecnologias de injeção eletrônica aplicadas, especificamente a injeção eletrônica direta, a injeção eletrônica indireta e a injeção eletrônica direta common rail.

O que é a injeção eletrônica e como funciona?

Assim como fazia o antigo carburador, a injeção eletrônica é responsável, de maneira muito mais sofisticada e tecnológica, é claro, pela mistura do combustível com o ar, viabilizando o processo de combustão, responsável por iniciar a propulsão do carro, que é feita pelo motor. Isto ocorre nos chamados motores de combustão interna, ou seja, quando o processo ocorre no interior do próprio motor.

A chegada da injeção eletrônica propiciou que esse gerenciamento fosse feito de forma inteligente e eletrônica, aumentando a eficiência e garantindo a presença dos componentes em níveis adequados. Uma das consequências diretas é a própria economia de combustível. O meio ambiente e o seu bolso agradeceram bastante. Nos motores mais modernos, os dispositivos de injeção eletrônica estão cada vez mais integrados ao sistema de inteligência artificial do veículo, aumentando ainda mais a eficiência dos processos internos.

Vantagens da injeção eletrônica

A chegada de injeção eletrônica, com o começo da substituição dos antigos e poluentes carburadores, foi uma verdadeira revolução no mercado automotivo. Embora o primeiro sistema de injeção eletrônica tenha sido desenvolvido em 1957 nos Estados Unidos, este componente entrou de vez no mercado a partir de 1988, quando a Volkswagen lançou no Salão do Automóvel o lendário Gol GTi.

Além dos carburadores poluentes, você se lembra dos carros antigos que “bebiam muito”? Uma das principais causas dos “beberrões” era justamente o carburador, pois o sistema não propiciava a mistura dos componentes em quantidades exatas, o que levava ao desperdício. Consequentemente, a injeção eletrônica também aumenta a vida útil do motor, estando presente hoje em quase toda a frota de veículos.

Agora vamos conhecer os tipos de injeção eletrônica!

Injeção eletrônica direta

Este sistema injeta o combustível diretamente na câmara de combustível, e a pressão de combustível passa a contar com duas bombas: bomba elétrica e bomba mecânica de alta pressão, contando com um injetor de baixa impedância, ou seja, baixa resistência elétrica do sistema de cabeamento.

Injeção eletrônica indireta

O sistema de injeção eletrônica indireta é o mais comum, e consiste na injeção do combustível por trás das válvulas de admissão, sendo admitido juntamente com o ar externo, que é captado do ambiente externo. Em 2005, por meio da linha Lexus, a Toyota introduziu uma espécie de sistema híbrido, contendo elementos de injeção eletrônica direta e indireta. A partir de 2013, os modelos importados da Audi também chegaram ao Brasil com essa tecnologia.

Injeção eletrônica direta common rail

Por fim, a injeção eletrônica direta common rail foi desenvolvida inicialmente pela Fiat, em sua matriz na Itália, e posteriormente comprada por outras montadoras. Trata-se de um injeção direta de combustível diesel sob alta pressão em motores de combustão interna. Além da alta pressão do combustível, este sistema também é marcado pelo armazenamento do combustível em uma câmara, à espera da injeção direta nos cilindros. Estima-se que essa tecnologia, além de propiciar um ótimo desempenho, diminua as emissões em 20% e o consumo de combustível em mais de 3%.

Manutenção de injeção eletrônica é com a Dinamicar Pneus!

Seja qual for o seu modelo de injeção eletrônica, você pode contar com os serviços de excelência em revisão e manutenção automotiva da Dinamicar Pneus, a sua loja de pneus no Rio de Janeiro, com lojas espalhadas pela região metropolitana. Lembre-se sempre que a prevenção é sempre o melhor remédio, e não se esqueça de ficar de olho nos sinais de problema na injeção eletrônica. Conte sempre com a sua Dinamicar Pneus!

Categorias