Chuvas e alagamentos: o que fazer?

imagem detalhe de pneu de carro em pista molhada | Chuvas e alagamentos: o que fazer?

Os meses de março e abril foram marcados por períodos de temporais em diversas regiões do Brasil, principalmente nos estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, que registraram graves transtornos em decorrência das chuvas e alagamentos. A precipitação persistente deixou o Rio em estágio de crise e causou diversos prejuízos.

As áreas de instabilidade foram registradas em diversas regiões fluminenses, e as pancadas fortes de chuva castigaram a população neste início do outono. Neste período, os brasileiros que vivem em grandes cidades precisam ficar mais atentos com relação aos alagamentos, às quedas de barreiras e aos deslizamentos de terra, eventos com alto risco que podem causar, além de prejuízos financeiros, perdas humanas.

Para enfrentar os períodos de chuva com maior segurança, os motoristas precisam ficar atentos e evitar áreas alagadas. Vale lembrar que a prevenção é sempre a melhor escolha neste tipo de ocorrência. Por isso, ao verificar a existência de vias alagadas no trajeto, o ideal é que o motorista tente desviar sua rota, evitando os locais com acúmulo de água.

Em muitos casos, os alagamentos escondem armadilhas que podem ser fatais para os motoristas e seus passageiros. As ruas alagadas podem ter buracos escondidos, galerias de água imperceptíveis, córregos que transbordaram, asfalto com potencial para ceder e provocar acidentes, entre outros perigos que, na maioria das vezes, o motorista não consegue ver ou prever.

Os meteorologistas alertam também para o fato de que a chuva volumosa tende a deixar o solo encharcado, aumentando os riscos para a população. Em qualquer situação de emergência, a recomendação é abandonar o carro estacionado e procurar um local seguro para se abrigar.

É preciso ter em mente que os prejuízos financeiros decorrentes da perda do automóvel por causa da chuva podem ser recuperados e que a vida é sempre nosso bem mais precioso.

Como agir em caso de alagamento de vias?

Algumas dicas são importantes para casos em que o motorista é obrigado a conduzir seu veículo em áreas alagadas. Saiba o que fazer em ocorrências de chuvas e alagamentos:

1 – Buscar informação – Quase sempre o alagamento pega o motorista de surpresa e o tempo de reação é muito pequeno. Por isso, ao perceber a formação de chuva forte enquanto está dirigindo, busque uma rádio com informações sobre o trânsito e fique atento às notícias. Muitas vezes, os jornalistas indicam rotas alternativas e alertam sobre vias alagadas. As redes sociais também costumam ter informações relevantes, mas é importante lembrar que, para usar o smartphone, você vai precisar parar o carro em um lugar seguro.

2 – Fique calmo – Para conseguir pensar melhor em caso de alagamento, o motorista precisa se manter calmo. Desligue o som do carro e mantenha-se concentrado na via. Tente dirigir seguindo o fluxo dos carros que estão a sua frente. Só tente passar com o carro no alagamento se perceber que existe a possibilidade de atravessar com segurança. Caso contrário, evite.

3 – Dica de direção – Quando for possível atravessar o alagamento, nos casos em que a água não estiver muito alta, mantenha o veículo na primeira marcha e não acelere muito. Dirija lentamente e só freie o carro depois que conseguir sair do alagamento.

4 – Atenção – Se o nível da água na rua estiver acima da metade da altura do pneu do seu carro, isso significa que não é aconselhável atravessar. Pare o veículo, deixe-o estacionado e saia do local.

5 – Motor – Se, eventualmente, o seu carro morrer no meio de um alagamento, não tente ligar o motor novamente. Neste caso, o melhor é chamar socorro e levar o veículo para uma oficina.

O que fazer após passar por alagamentos?

Se você passou com seu carro por um alagamento, leve-o urgentemente para uma revisão em uma oficina mecânica qualificada. Será preciso checar sistemas elétricos e mecânicos. Entre em contato com a Dinamicar Pneus, loja de pneus no Rio de Janeiro, e agende um atendimento!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *